okinawa

Desde que voltei de Okinawa, em dezembro de 2018, tive vontade de criar alguma coisa para materializar a minha experiência e das várias memórias que gostaria de colocar em um papel, duas que me fazem lembrar de como era pisar lá são as praias e os bueiros.

As praias de Okinawa são sempre lembradas pela areia branca e água cristalina e viraram as cores e texturas da arte.

Os bueiros que me faziam parar só para admirá-los e imaginar o que poderia sair de algo tão lindo, me inspiraram a fazer os recortes com as flores saindo.

Neste projeto eu quis brincar com a simetria e fazendo alguns estudos cheguei em um tipo de letra que além de me permitir usar a simetria em todas as letras da palavra também possui um formato simples e divertido, como as pessoas de Okinawa.

© 2020 por TATI MATSUMOTO. Todos os direitos reservados